sábado, 10 de outubro de 2009

Meu Credo

Meu Credo


Autor: Ernesto von Rückert
Fonte original: Wolf Edler



Creio na realidade do mundo exterior, independente de uma mente perceptiva.

Creio na natureza física da realidade objetiva, isto é, na inexistência de espíritos e deuses.

Creio no caráter puramente físico-biológico da mente e da consciência, que não sobrevivem à morte do organismo.

Creio no surgimento espontâneo do mundo e da vida.

Creio na evolução natural das espécies vivas.

Creio no indeterminismo e na incausalidade como possibilidades no encadeamento de eventos.

Creio no acaso e em nenhuma predeterminação como o fator condicionante do rumo da evolução.

Creio na impessoalidade do bem e do mal e na superioridade do primeiro.

Creio que a felicidade é o supremo bem, mas que ela não é gozo desenfreado de prazeres, mas sim a satisfação interior de se fazer o bem.

Creio que a verdade seja o maior valor a ser perseguido.

Creio no ceticismo metodológico como a melhor ferramenta para a busca da verdade.

Creio que a conduta humana pode ser balizada por princípios éticos decorrentes de concepções puramente naturalistas.

Creio na capacidade humana de disseminar o bem e erradicar o mal.

Creio na capacidade humana de atingir a verdade por seus próprios recursos intelectuais.

Creio na ciência como o único caminho para se atingir a verdade.

Creio que o amor incondicional, ilimitado e irrestrito seja a atitude a ser tomada e o conselheiro a ser ouvido em tudo o que se faça.

Creio na possibilidade de se construir uma sociedade justa, fraterna, pacífica, harmoniosa e feliz.

Creio na tolerância, na solidariedade, na operosidade e na honestidade como condutas exemplares para a construção dessa sociedade.

Creio na virtude e não na vantagem, como a regra exemplar de vida a ser perseguida por toda pessoa.

Creio na bondade como a maior de todas as virtudes.

Creio na educação e na cultura artística, científica e filosófica e não na religião ou na violência, como meios para se atingir essas condições.

Creio no sonho de se realizar tudo isto como a grande motivação para se viver.

Creio na luta pela concretização desse sonho como o maior significado que se possa dar à vida.

2 comentários:

Wolf Edler disse...

Fico feliz em ver este meu credo repercutir e ser objeto de postagem neste prestigioso blog. Tal credo não é uma profissão dogmática de fé, como os credos religiosos, mas uma relação dos pressupostos fundamentais pelos quais construo minha visão e mundo e, coerentemente, pauto minha vida. Eles foram erigidos em longos anos de observações, estudos e reflexões e refletem meu atual estado de posicionamento perante o mundo e a vida. Como todo livre-pensador, contudo, sei que não são definitivos e foram colocados exatamente para serem criticados e aperfeiçoados à vista de novas evidências da realidade. Mas representam o que de mais próximo da verdade pude chegar, à vista dos indícios mais convincentes e resistentes aos mais duros embates e testes de comprovação. Assim penso que possam servir de luzeiro para quem se disponha a encarar a busca da verdade como a missão mais nobre a ser perseguida, ombreada apenas à missão de difundí-la e de fazer prevalecer o bem e erradicar o mal.

junior disse...

muito bom o artigo gu...

parabens ao autor pela colaboraçao e tambem a vc por compartilhar com todos...


grande abraço

e aguardo o proximo artigo
(e é claro, quem sabe um dia, nosso cafe filosofico..rsrs )